Economia da Informação

De quem é o Facebook?

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 16 de janeiro de 2011

Através do gráfico apresentado na Época Negócios, é possível sabeber quem são os proprietários do Facebook.

Anúncios

Desenbaraçando o código

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 14 de janeiro de 2011
Tagged with:

O que é exatamente um modelo de negócios?

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 12 de janeiro de 2011
Tagged with:

Bolha do IPO – Será que o episódio NASDAQ não ensinou ninguém ?

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 12 de janeiro de 2011

Direto do site do John Batelle

Duas eras diferentes:

IPO do Yahoo em 1996

Tempo de funcionamento: 1 Ano

Vendas anuais: $1.3 milhões

Perda de Rede: $0.6 milhões

Total arrendado no IPO: $33.8 Milhões

Valor de mercado perto de: $848 milhões

Empregados: 49

IPO do Facebook em 2012

Tempo de funciomanento: 8 anos

Vendas Anuais: $1.2 Bilhões +

Renda de rede: $355 Milhões +

Última avaliação de valor de mercado: $50 Bilhões

Empregados: 2,000 +

Um ano do blog Economia da Informação

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 12 de janeiro de 2011

Este site/blog está fazendo um ano, e muita coisa passou, desde  escândalos sobre o Google Street View, até a recente bolha vitaminada que estão inflando que é o Facebook.

E ainda muita água vai rolar embaixo da ponte.

Obrigado pela audiência.

 

O Facebook Realmente Vale U$$ 50 Bilhões?

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 7 de janeiro de 2011

Goldman Sachs cessará pedidos de compra de ações do Facebook, diz jornal

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 7 de janeiro de 2011

De TIINSIDE

A sondagem em busca de investidores para o Facebook chamou mais atenção do que o Goldman Sachs esperava. Segundo fontes próximas ao assunto informaram ao The Wall Street Journal, o banco de investimentos deve cessar o recebimento de pedidos de compra de ações da rede social nesta quinta-feira, 6, por, supostamente, terem aparecido interessados demais.

No fim de semana passado, o Goldman Sachs enviou e-mail para seus clientes na busca de interessados em comprar o equivalente a US$ 1,5 bilhão em ações do Facebook, que estuda abrir o capital no início do ano que vem. A operação, segundo fontes ligadas ao banco, elevará o valor de mercado da rede social para cerca de US$ 50 bilhões (veja mais informações em “links relacionados” abaixo).

De acordo com as fontes ouvidas pelo jornal americano, o banco de investimentos já enviou algumas informações preliminares sobre o Facebook aos maiores interessados na compra de ações. Pessoas que viram o documento disseram que o Facebook registrou receita de US$ 777 milhões e lucro líquido de US$ 200 milhões em 2009 – os dados do ano passado não foram revelados, mas especula-se que, com o crescimento do faturamento com publicidade, a receita do site chegue a US$ 2 bilhões, segundo as fontes.

Procurado pelo jornal, o Facebook se recusou a comentar os números tampouco os rumores de que vai abrir o capital.

 

Indicação de ótimos blogs

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 4 de janeiro de 2011

Este blog vem falando a respeito de bolha tecnológica há algum tempo, porém, às vezes as pessoas perguntam como funcionam os paradigmas econômicos na economia digital, tendo em vista que esta é muito recente (menos de 20 anos).

Porém antes de falar a respeito dessas questões, fica a indicação de 3 excelentes blogs que falando sobre economia, aliás, que falam do lado B da economia que são as bolhas.

Tem muito material legal na blogosfera relacionado a investimentos, como aplicar o dinheiro, e et cetera; mas estes 3 blogs se destacam dos demais pela a postura Sad But True com a qual abordam a questão das bolhas no Brasil, e vou apresentar cada um deles:

Bolha Imobiliária em Brasília e no Brasil

Este site conduzido por Pedro Júnior retrata o ambiente do planalto central mais a fundo, em especial os estratosféricos preços dos imóveis na cidade de Brasília.

Com análises e reflexões pertinentes a cerca da especulação financeira, sobre tudo na questão da concessão de crédito e de imóveis atrai os leitores pela a fácil compreensão de seus textos e pela a profundidade das ideias.

Roleta Financeira

É um site que já começa logo de cara com o melhor mote da web que é: “Se você aposta num cavalo ou na roleta, está se divertindo, mas se apostar na Bolsa, está investindo. Deu pra ver a diferença?”.

Tem uma abordagem mais generalista e financeira diante das diversas variações da especulação (financeira, imobiliária, et cetera), porém sempre com bons materiais relacionados a gastos quotidianos e estatísticas.

 Bolha Imobiliária no Brasil

É um ótimo agregador de noticias sobre a especulação imobiliária que está tomando conta do Brasil. Com reflexões calcadas em bom senso e razoabilidade, apresenta em forma de um manifesto construtivo como que os brasileiros estão se deixando levar pelo o engodo do crédito fácil e adquirindo dívidas quase que pornográficas.

Em breve este site irá transcorrer sobre temas relacionados à especulação tecnológica (ou bolha tecnológica como muitos conhecem neste espaço), mas estes sites são mais ou menos inspiração para o que vem em 2011.

50 bilhões de razões pelas quais o Facebook não vale US$ 50 bilhões

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 4 de janeiro de 2011

Sem dúvidas este é o melhor artigo escrito neste ano de 2011 (isso porque estamos no dia 4) onde é bastante elucidativo como se formam as bolhas tecnológicas. Este blog já tratou disso neste post.

O que fica claro é que esse deslumbramento com o Facebook não passa de um engodo formado por parte da imprensa (os quais são analfabetos digitais, e meros usuários (end users) de tecnologia) como forma de publicidade obedecendo interesses muitas das vezes nem muito claros.

Muitos não sabem que o modelo de negócios de algumas das coqueluches tecnológicas como Facebook e o Twitter não são sustentáveis do ponto de vista financeiro, pelo simples fato de que não tem entrada de ativos provenientes de vendas de produtos ou serviços (aqui nem o Chris Anderson como modelo Freemium salvaria essas empresas, o Orkut que o diga), mas sim de investimentos como do Goldman Sachs (aquele mesmo que foi salvo pelo Obama, e que estava distribuindo bônus durante a crise).

Vale a pena a leitura do artigo.

50 Bilhões de Razões

Emaranhado de Rede

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 3 de janeiro de 2011

Uma ótima reportagem da The Economist sobre o futuro da neutralidade da internet.

A Tangled Web

Tagged with: ,