Economia da Informação

CP #1 Tim Berners-Lee

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 22 de janeiro de 2011

Uma das impressões mais positivas que o Tim Berners-Lee passou foi o fato de remar contra todas as novas coqueluches digitais que encantam as pessoas, e esse foi mais ou menos o mote da sua palestra na Campus Party 2011.

Lee foi bem enfático que o monopólio do Facebook (no sentido de maior rede social) vai cair, pelo simples fato do turnover digital acontecer em uma velocidade muito grande.

Foi uma palestra bastante proveitosa para quem não conhecia Lee, mas desapontou alguns poucos que queriam saber mais sobre web semântica e seus impactos.

Ele falou também sobre o ecossistema de negócios da Apple, em uma reportagem para folha nesse link.

Folha – Qual o maior problema da internet atualmente?

Tim Berners-Lee – Estamos em tempos muito empolgantes, mas, quando falo sobre a os problemas da internet, a primeira coisa que me vem à mente é a preocupação de que alguém (grande empresa ou governo) a controle.

O sr. acha que alguém já controla a internet?

Acho que, essencialmente, A web ainda é neutra.

Empresas como a Apple, que apostam em sistemas fechados, comprometem a essência de liberdade da internet?

Quanto a esse modelo, existe o fato de que você não pode carregar o que quiser no seu telefone, mas eles exigem que o programa atenda a uma lista de exigências.

Com isso, as pessoas esperam um mínimo de qualidade. Historicamente, sempre existiram iniciativas globais mais fechadas, mas elas falharam diante do entusiasmo da web aberta.

Aqui mesmo, nesta Campus Party, enquanto falamos, as pessoas estão lá fora inovando na rede, trazendo novas ideias e as compartilhando com seus amigos. Tudo isso sem ter que passar pelos critérios de uma loja de aplicativos. Um sistema mais fechado barra essa quantidade de criatividade.

Geralmente, quando surgem essas iniciativas fechadas, o mundo aberto acaba saindo mais forte.

O sr. já disse que a web ainda Não está pronta. O que vem?

Estamos trabalhando bastante. São iniciativas como o HTML 5 (nova linguagem HTML, usada para escrever páginas da internet) e toda a plataforma de aplicações para a web (programas que são acessados por meio de rede). Com essas aplicações, você pode criar um programa que pode ser usado em qualquer computador.

Com a exposição pública via internet, o conceito de privacidade pode acabar?

Não acho que a privacidade vai acabar. Penso que o mundo vai evoluir para uma nova convenção em relação ao assunto.

Por exemplo, eu coloco fotos de viagem que fiz na adolescência na internet e um possível empregador encontra. Se ele for responsável, Pedirá para mim se pode usar as informações.

A mesma coisa em relação a empresas de seguro. Por exemplo, os registros de navegação dos nossos computadores podem dizer qual a probabilidade de termos câncer no futuro -por dizer que tipo de site frequentamos, por exemplo- e essas informações podem ser vendidas.

Mas a empresa responsável não levará isso em conta para determinar aumento do seguro. Acho que haverá mudança no sentido de fazer um uso aceitável desses tipos de dado, sem acabar completamente com a privacidade.

 

Tagged with: , ,
%d blogueiros gostam disto: