Economia da Informação

Entidades civis prometem manifestação de rua contra plano Google-Verizon

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 13 de agosto de 2010

De PC World

Cinco ONGs dos EUA têm convocado ativistas para protesto nesta sexta-feira (13/8) em frente à sede da Google, na Califórnia.

Alguns dos críticos mais sonoros da proposta Google-Verizon para Internet aberta prometem tomar as ruas nesta sexta-feira (13/8) para protestar contra o que eles veem como uma tomada à força do ciberespaço pelas grandes corporações.

A manifestação foi agendada para o meio-dia desta sexta-feira (16h de Brasília), em frente à sede da Google em Mountain View, na Califórnia (EUA), e tem o apoio das entidades Free Press, ColorofChange.org, Credo Action, MoveOn.org e Progressive Change Campaign Commitee.

“O plano Google-Verizon criaria duas categorias separadas e desiguais da Internet – uma pista de velocidade rápida, exclusiva para as grandes empressa, e uma pista mais lenta, a ‘Internet pública’ que seria oferecida para o resto de nós”, escreveu Josh Levy, responsável pela campanha online da Free Press, em uma carta que anunciava a manifestação e que foi enviada na tarde de quinta-feira (12/8) para 16 mil ativistas dos arredores da Baía de San Francisco.

“A Internet se tornaria como a TV a cabo”, prosseguiu Levy, “com um número limitado de sites controlados por grandes empresas de mídia. A livre expressão online se tornaria coisa do passado.”

“Nós devemos mostrar que o público – de todas as nuances – está contra o plano da Google e da Verizon de entregar o controle da Internet às corporações”, acrescentou. “Não se trata de uma questão entre esquerda e direita. Esta é uma questão americana.”

Falta de compromisso
Para alguns observadores, a condenação veemente do plano Verizon-Google pelos grupos que apoiam a manifestação é uma demonstração da falta de habilidade desses grupos de se comprometer com políticas públicas. “Historicamente, o que governo faz para elaborar boas políticas é reunir as pessoas e fazer emergir um consenso que é razoável e racional”, disse à PC World/EUA Robert D. Atkinson, presidente da Information Technology and Innovation Foundation, que tem sede em Washington DC. “Essas pessoas não querem nenhum tipo de consenso.”

“Se você examinar com cuidado, verá que a proposta (Google-Verizon) fornece uma cota justa de proteção contra discriminação de pacotes”, argumentou. “Há alguma fraqueza na parte da Internet sem fio”, reconheceu. “Mesmo aí, contudo, a proposta não afirma que não deveríamos regulamentá-la.”

“Essa manifestação trata de demonizar o que a Google e a Verizon têm feito”, acrescentou.

Tagged with: ,
%d blogueiros gostam disto: