Economia da Informação

The Economist falando de corda na casa do enforcado

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 13 de abril de 2010

E a conceituadissíma The Economist patinando ao discutir direitos autorais

[…] The moral case, although easy to sympathise with, is a way of trying to have one’s cake and eat it. Copyright was originally the grant of a temporary government-supported monopoly on copying a work, not a property right. From 1710 onwards, it has involved a deal in which the creator or publisher gives up any natural and perpetual claim in order to have the state protect an artificial and limited one. So it remains.

The question is how such a deal can be made equitably. At the moment, the terms of trade favour publishers too much.[…]

O fato de a revista tocar no assunto de maneira direta, propondo a reflexão é uma grande evolução no mercado editorial, pois, falar de direitos autorais para empresas de publicações é a mesma coisa de falar de corda na casa de quem teve um parente querido enforcado.

A provocação à reflexão é amplamente válida, porém, esse é um tipo de argumentação muito recente para se tomar qualquer tipo de partido; especialmente tratando-se de uma revista semanal que tem um amplo corpo de jornalistas, diversas matérias in stock (Nota do Autor: Mais ou menos como na gaveta aqui no Brasil), prévias de pautas com mais de 15 dias de diferença da edição atual; o que é muito diferente de um autor que passa anos e anos investigando, dissertando, revisando um determinado assunto e que leva ao menos 5 à 10 anos para escrever um livro, que na grande parte das vezes tem que ser obrigatóriamente a sua Magnum Opus para ser dada a continuidade editorial e científica ao assunto abordado.

É um tema que deve ser abordado com bastante parcimônia, pois, há muitas variáveis em jogo, e ainda não existe cenário de uma total ausência de mídia impressa (ou mídia formal) para se saber se a Web 2.0 e os novos modelos de negócios para notícias e informações são mesmo o futuro, e consequentemente definindo a morte dos direitos autorais.

Será que o efeito Paulo Coelho também chegou à The Economist?

PARA LER

THE ECONOMIST. Copyright and wrong. Disponível em <<http://www.economist.com/opinion/displaystory.cfm?story_id=15868004 >> Acessado em 13 Abr 10 às 09h02.

%d blogueiros gostam disto: