Economia da Informação

O google está nos tornando estúpidos?

Posted in Sem categoria by Flávio Clésio on 16 de janeiro de 2010

Uma sugestão de leitura sobre Economia da Informação, mas especificamente sobre dispersão e concentração de informações é o ótimo artigo do pensador, ensaísta especializado em economia e negócios, e ex-editor da Harvard Business Review Nicholas Carr.

Em seu artigo publicado em agosto de 2008 na revista Atlantic com o título de Is Google Making Us Stupid ? onde ele traça diversos paralelos sobre a forma em que a informação está mais acessível e democratizada nos dias de hoje, mais especificamente em uma reflexão sobre os motores de busca e a capacidade de dispersão e concentração devido à avalanche de informações as quais somos submetidos a cada dia.

No começo do artigo ele traça um paralelo entre o filme 2001: Uma odisséia no espaço quando ele traz uma passagem do supercomputador HAL e o controle artificial e o descontrole humano. Carr explica que com o advento das novas tecnologias, e aprimoramento das ferramentas de busca mediante a navegação em busca da informação, antes feitas em bibliotecas por horas a fio em busca de uma referência, hoje é feita em questão de minutos graças a montanhas de pentabytes espalhadas pela a internet.

Porém, na visão de Carr, essa acessibilidade à informação tornou o ser humano pouco capaz de selecionar a informação, bem como pouco capaz de manter o foco em atividades que demandem atenção contínua como a leitura de um livro por exemplo. O fato de essas tecnologias trazerem um quociente de informações gigantesco em questão de segundos alimenta também o ramo de propaganda, que, ao mesmo tempo direciona para a informação pertinente; ela também mapeia nossa navegação direcionando propaganda personalizada.

Um paralelo muito interessante realizado por Carr foi de que a dispersão e a falta de foco e concentração durante a navegação na web estão atrapalhando até questões relativas à cognição e a capacidade de aprendizado e sintetização dessa informação, tamanho grau de redução do conhecimento em si para gerar informação; isso é bem conhecido em Arquitetura da Informação mediante a utilização de técnicas de usabilidade, como, redução de texto para páginas em formato web.

Uma passagem no artigo é a similaridade da eficácia taylorista com extrema eficiência da atividade de leitura, que antes deveria ser criteriosa e abdicada de pressa, e hoje tão suprimida pela a falta de tempo dos navegantes da rede.

Na visão do autor para o Google “a informação é uma espécie de commodity, um recurso utilitário que pode ser minerado e processado com eficiência industrial. Quanto mais peças de informação nos pudermos acessar, mais rápido podemos extrair o seu conteúdo, e nos tornaremos pensadores mais produtivos”

Para aqueles que acham que Nicholas Carr é um cético de tecnologia, um dos velhos nostálgicos, leiam o artigo livre de preconceitos, pois, no mínimo, é uma leitura de reflexão em meio a torrente de informações a que somos bombardeados todos os dias, sejam pelo o imediatismo e sensacionalismo dos jornais, bem como a superficialidade e a abreviação precoce das páginas de internet; afinal de contas não queremos nos tornar pessoas panquecas [1] que são vastas lateralmente, mas rasas em conhecimento.

[1] – Adaptação do autor para o termo “Pancake People“.

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Shigueru said, on 3 de março de 2010 at 16:40

    Olá Flávio,

    Ótima dica de leitura! Você já ouviu falar do livro Devagar (Carl Honorè)? Uma das coisas que o livro trata é sobre essa mudança em nosso comportamento. Influenciada pela rapidez/instantaneidade dos computadores e da Web.

    []s

    Shigueru.

    EI: Olá Shigueru!

    Tá anotada a sugestão, pois, estou fazendo um postulado sobre Economia da Informação aqui no Brasil.

    Att.

  2. Mei@ Informação « sensu said, on 29 de abril de 2010 at 6:34

    […] parece ser a questão. Mas talvez ela seja mais profunda. O Flávio, tempos atrás recomendou um artigo muito interessante. Fala sobre o lado menos romântico dessa […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: